Páginas

quarta-feira, 23 de março de 2016

É todo mundo reaça?



Meu pai é um homem simples, extremamente bondoso e evangélico fervoroso.

Quando criança, estudou até a quarta série e logo começou a trabalhar. Tanto ele quanto minha mãe foram jovens na  ditadura militar, mas viviam em um bairro pobre, sem televisão, passando fome e  sem conhecimento  das atrocidades que a ditadura cometia. Aliás, nem sabiam, como não sabem bem até hoje, que viviam um período ditatorial. Eles trabalhavam para poderem se casar e formar uma família, essa era a preocupação de ambos. Só depois de muito tempo de casados concluíram o segundo grau com o supletivo e se orgulham muito disso (eu também!).

Mais tarde, meu pai se tornou metalúrgico e no sindicato conheceu o PT. Filiou-se ao sindicado e lá conheceu um representante que era pobre e metalúrgico como ele, o Lula. Ele então, sentindo-se representado, filiou-se ao partido e acreditou em todas as mudanças prometidas.

Como a grande maioria, sofreu muitas decepções com o PT. Hoje em dia é um senhor aposentado que não recebe sua remuneração justa e é revoltado com o Lula por isso. Sendo ele um homem simples e decepcionado com o partido, é a favor de que o Lula e o PT paguem pelas promessas não cumpridas e pela corrupção envolvida. Eu também sou.

O problema é que meu pai, como tantos outros brasileiros com este mesmo perfil, ainda acredita no que noticiam na TV e se norteia pelos grandes escândalos de corrupção escolhidos seletivamente pelo Jornal Nacional e outros. Ele também acredita nas publicações do Facebook em que falam, por exemplo, que o filho do Lula é dono da Friboi.

Pessoas com esse perfil são muitas! São pessoas simples, honestas, gentis, trabalhadoras e que não fariam mal a ninguém, quanto mais a um cachorro de lencinho vermelho ou a um bebê de mijãozinho da mesma cor. Aliás, eles continuam usando vermelho sempre que essa cor está limpa.

Estamos errando e MUITO em dividir a política em duas polaridades e colocar todos os inconformados no mesmo balaio de gatos. A senhora que teve a aposentadoria roubada e se revolta com isso não é a patricinha que tira fotos com o mendigo.  O cara que está desempregado há mais de um ano e acha que é culpa do Dilma não é o cara que vota no Bolsonaro e diz que a culpa é dos nordestinos. Falta-nos compreender que essa polarização política foi incitada pela grande mídia e não somos Petistas contra Tucanos, comunistas contra reacionários.  Há um grande espectro de insatisfações, revoltas, defesas e argumentos que não são ouvidos e nem entendidos por estarmos apenas em dois lados extremos. Há realidades simplesmente ignoradas, pontos esquecidos, verdades absolutas.

O coro do golpe está ganhando força por vozes de pessoas que realmente só querem um país melhor e mais justo, mas estão sendo usadas por uma mídia inescrupulosa e manipuladora.  Cabe a nós não ataques, não xingamentos, não dar as costas, mas dialogar, ouvir e buscar informação junto com essas pessoas, e não julgá-las por terem caído em um jogo tão bem arquitetado, qualquer um de nós pode cair. O que temos que fazer é nos unirmos e lutarmos, saindo juntos dessa rede que tenta nos colocar uns contra os outros e a favor do golpe.

3 comentários:

  1. Ora pois, mulher de si mesma! Concordo contigo, com profunda alegria!
    Caso não conheça, proponho uma pesquisa sobre Democracia Direta ou Democracia Pura. Essa que vivemos, a tal representativa me parece falida. Mas esse é um trabalho longo, uma trilha ainda longa a ser descoberta e percorrida. Por hora, compreensão, atenção e cuidado.
    Abraço fraterno, linda moça. Dias muito bons pra ti.

    ResponderExcluir
  2. Mandou muito bem, Dayane!
    Compartilho da mesma ideia que você. É preciso saber analisar as coisas para não servir de marionete nas mãos dos "espertalhões" que querem nos vender verdades absolutas e, em alguns momentos, querem nos empurrá-las de goela abaixo.
    Sejamos mais espertos que essa mídia manipuladora. Juntos, conseguiremos.

    Adoro suas palavras.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  3. Olá, Dayane! Tudo bem?

    Que lindeza! Adorei seu ponto de vista. Eu acho que o futuro da política ainda está muito incerto, confesso que não concordo ao todo contigo, mas respeito sim sua opinião. Gostaria de ver a queda do PT, pois acho que de certo modo eles merecem, mas também há o outro lado, sempre existe... Enfim, vejamos quais serão os próximos capítulos dessa novela mexicana chamada "Política".
    Um ótimo fim de semana. Até mais!
    Link do blog: http://realidadecaotica.blogspot.com.br/
    Não deixe de dá uma olhada em meu Instagram, Twitter & Snapchat: @mais1almeida

    ResponderExcluir

Sinta-se á vontade