Páginas

quinta-feira, 17 de setembro de 2015

O canto da sereia

Essa semana recebi a notícia de que estou de alta da terapia. Que não estou mais em depressão e que estou bem para seguir minha vida. Ainda estou com a medicação, já que há pouco havia iniciado uma nova e o certo é permanecer com ela por pelo menos um ano.

Ao mesmo tempo em que me senti feliz em saber que não estou mais em estado depressivo, sei que não estou curada. A depressão (no meu caso, depressão e ansiedade) é uma doença oportunista, que se você vira as costas, pode te pegar de novo. Sei que por toda minha vida terei que estar alerta aos primeiros sinais de que ela se aproxima e criar estratégias para que ela não permaneça. Ela  é um canto da sereia, que te seduz e te engole. Há uma parte nossa que quer estar lá, que acha mais fácil se deixar levar pela sua voz melodiosa. Sei que em muitos momentos terei que ser forte: em um fim de relacionamento, na partida de um ente querido, em um momento de parto e até mesmo quando as coisas não andarem tão bem como eu gostaria. Sei que ela virá cantar no meu ouvido e sei que terei de resistir.

Fora isso, sinto-me bem e feliz! Estou em paz comigo e com os que me rodeiam, estou de bem com a vida e aceitando a melancolia não como um traço de doença, mas personalidade, que se eu souber dosar me fará criar coisas incríveis. Pensar não é ruim, saber que a vida tem sua pulsão de morte e conviver com ela é saudável. 

Me desejo força e felicidade para esses meus passos sozinha. Desejo isso  e muito mais do melhor que a vida pode me oferecer!

5 comentários:

  1. Que seus desejos se realizem, sempre! Muita força e felicidade

    ResponderExcluir
  2. Oi Dayane, bom dia!

    vim aqui visitar seu blog e gostei bastante dele, você escreve muitíssimo bem.
    Sobre essas questões, nada como terapia mesmo, porém sempre estaremos propícios a ter novamente, mas força e fé, vai dar tudo certo. Seja otimista e tente não se preocupar muito com as coisas ao seu redor.

    Adorei o blog, estarei seguindo, convido-te para visitar-me também.

    Abraços!
    http://www.portiprati.com/

    ResponderExcluir
  3. Olá, Dayane.
    Fico feliz que tenha recebido alta da terapia. A depressão e a ansiedade é algo que realmente nunca sai totalmente de nós, porém podemos buscar maneiras nossas e pessoais de dibra-las. Espero sinceramente que consiga.
    Até mais. http://realidadecaotica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Minha querida,

    Sofro de ansiedade generalizada, que já me causou maus bocados por conta das crises de pânico. Não faço terapia, mas tomo meus medicamentos para ansiedade e para me ajudar a dormir e vou a psiquiatra com frequência pra ela verificar como venho me sentindo.
    Tenho me sentido muito bem. Só tive uma crise de pânico depois de começar com os remédios, há cerca de 2 anos e meio. Estou bem melhor e muito mais calma, não ando me desesperando por pouco (nem por muito). Tenho tentado focar no lado bom da vida e não "morrer de véspera", porque é desnecessário. Algumas vezes ainda sinto o nó na garganta querer apertar e o ar faltar, mas não duram muitos segundos.
    Precisamos mesmos nos controlar e ser fortes. Às vezes é impossível. Outras vezes é difícil. No entanto, o que vale é tentar vencer o que quer nos vencer. Somos extremamente mais fortes do que pensamos. No fundo, bem no fundo, perdida no mar da nossa alma, há essa força descomunal que nos livra do abismo. Umas horas ela gosta de sumir, mas acho que podemos resgatá-la quando necessário.
    Que a paz, a alegria e o amor estejam contigo. Saiba que pode contar comigo também.
    Um abraço!

    >> Blog || >> FanPage

    ResponderExcluir
  5. ["Eu venci o mundo"]
    Desconhecidas de nós mesmas, passamos pela vida nos descobrindo, nos reinventando, nos reformulando. Querer, desejar e ter coragem para, é atributo essencial. Vc quis, com tamanha intensidade e corajosamente enfrentou o mundo. O teu mundo dentro do mundo. Agora ele é teu. Sente? Ele está em tuas mãos!
    [seja feliz :) ]
    Muito emocionada aqui menina/mulher.
    Segue rumo e ajuda/auxilia sempre e sempre, com teus escritos, com tua arte.
    Aprendo muito com vc. Já disse antes.
    Saúde, paz e prosperidade.
    Tudo de muito bom em tua caminhada.

    ResponderExcluir

Sinta-se á vontade