Páginas

domingo, 2 de dezembro de 2012

Sem colheita



Pergunto-me quais foram meus erros e porque não consegui fazer o seu jardim florir, mesmo dando todo o adubo que tinha, mesmo cuidando da sua terra, mesmo regando suas folhas.
Quem sabe errei ao tentar te podar, querer cortar suas folhas mortas, seus galhos secos, sendo que você era mais apegado ao que de mal já passou do que ao de bom poderia crescer.
Você sufocou a possibilidade de ter novos frutos,  e mesmo os podres, caídos no chão, você recolheu e guardou em um buraco que fizeram no meio do seu tronco. Qualquer um que quisesse tirar seu limo seria rechaçado. Eu fui rechaçada por você, cansei de querer fazer com que você frutificasse. Cansei de esperar o momento em que você cuidaria de mim, em que eu seria regada, adubada, nutrida. Além de não ter ocorrido isso, ainda dei tudo o que sozinha produzi para que você se nutrisse. Nutrientes que você negou.
Eu choro não mais  pela sua terra seca, pois eu sei que você está apto a umedecer, apto a dar novos frutos.Mas você não quer, você não quis, e pior, você acabou me secando. Choro pelas sementes que plantei e que sumiram em meio a um lamaçal sem vida, a um jardim que não cresceu a uma família que não se construiu. Por um uma vida que poderia ser, mas não foi.
Buscarei nutrição em outros lugares, plantarei minhas sementes em minha própria terra dessa vez e buscarei alguém que estará disposto a cuidar de mim quando os tempos de seca vierem, e não que me secará mais ainda. Alguém que saiba dar e que saiba receber.
Gostaria que com o tempo, esse alguém ainda fosse você.

6 comentários:

  1. Outro alguém vai aparecer e você será feliz. Não se preocupe em dar tanto de si ou receber, encontre alguém que saiba compartilhar. Você será feliz... e a vida é assim mesmo, tem desses amores que não dão certo, mas preparam para outros.

    ResponderExcluir
  2. nem sempre as pessoas vêm as coisas do jeito que nós, por isso nem sempre elas vão valorizar o esforço que fazemos por elas. o melhor é procurar quem esteja disposto a adubar e ser adubado também :)

    ResponderExcluir
  3. tem que mudar o foco, quem não se alimenta de nós deixa ir

    ResponderExcluir

Sinta-se á vontade