Páginas

quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Brasil, uma país de todos quem, exatamente???

Creio que muitas pessoas não entenderam bem meu último post. É, eu ando muito revoltada com este país. Na verdade, eu ando muito revoltada com tudo! Estou com um desejo de renovação que não tem tamanho!
Meu irmão já morou fora do país e diz como é completamente diferente.
É difícil, muito difícil ser mulher no Brasil. Ser mulher, ser negro, ser gordo, ser pobre, pois este país reforça todos os seus preconceitos com a “cordialidade”, com o “jeitinho brasileiro”.
Sou só eu, ou mais alguém vê como a Rede Globo incita a idéia de estupro? Há um quadro no Zorra Total onde, além de colocar um ser humano ridicularizando o outro ( e colocar a própria imagem do travesti como sendo algo ridículo), ainda fazem gracinhas com histórias que nós , mulheres,  temos que encarar todos os dias, que é o assédio/abuso sexual em meios de transporte público! Houve uma novela um tempo atrás onde a garota é embebedada pelo namorado e este a força a ter uma relação sexual com ele, e depois se ouviu o discurso “mas ela bebeu porque quis!” como se isso desse o direito do rapaz ter transado com ela sem consciência! Agora, esse caso do Big Brother Brasil. Antes que alguém venha me encher o saco, EU NÃO ASSISTO BIG BROTHER! Mas acredito que o que ocorreu dentro desse programa é inadmissível! O pior foi a emissora ver tudo acontecer, filmar, divulgar as imagens e depois simplesmente querer abafar o caso!
“Ah, mas ela era uma galinha!”
“Ah, mas ela era a maior Maria chuteira!”
“Ah, mas ela  bebeu!”
“Ah, mas ela dormiu de calcinha com ele!”
“Ai, agora ela quer se fazer de santinha, como se não tivesse dado bola pra ele antes!”
Será que as pessoas simplesmente não conseguem entender que HOMENS não são animais movidos por instintos???Que assim como uma mulher pode se segurar ao ver um cara pelado, sem camisa, se esfregando nela, etc,  um homem tem a obrigação de não obrigar uma mulher a ter uma relação sexual se ela não quiser??Não interessa se ela é "dada", se ela dormiu de calcinha com você na cama, se ela já transou com mil ou é virgem, se ela bebeu ou está sóbria!Não interessa a roupa que ela usa, não interessa nem se ela está nua e te provocou a noite toda, se na hora H ela se arrepende e não quer VC NÃO TEM O DIREITO DE FORÇÁ-lA A NADA!!Isso é crime e se chama estupro!
Sem contar acontecimentos como a Cracolândia, onde em vez de tratar os viciados e assumir que se temos esse grande caso de problema com drogas é porque este país NÃO DÀ IMPORTÂNCIA A SAÚDE PÚBLICA E MUITO MENOS A EDUCAÇÃO, acham que destruindo o lugar a arrancando as pessoas dali como se fossem animais (e que claro, só ocorreu porque a porcaria da Copa do Mundo e Olímpiadas ocorrerá aqui!), o problema se resolverá! Isso é ferir os direitos humanos, isso é cuspir na cara da população!
E aí, o que vai acontecer quando esses dois maravilhosos eventos acontecerem? Irão vender, como já vendem, a imagem das mulheres brasileiras como prostitutas, a prostituição infantil correrá solta, os negros que são massacrados, discriminados, maltratados, excluídos de nossa sociedade, de repente virarão a diversão nacional e nossa imagem de país hipócrita será vendida por aí como “Um lugar para todos!”. Realmente, um lugar para todos, menos para quem é brasileiro!
Eu já amei esse país, eu já lutei por várias coisas, mas a cada dia que passa, cada véu que cai, mais me decepciono com as coisas que acontecem aqui!
Será que em outros países são diferentes?
Uma pena que não tenho um tostão, se não me mandava daqui e ia pra um país completamente diferente, aprender uma língua, fazer um curso, trabalhar por lá e respirar fora dessa aura de hipocrisia.

10 comentários:

  1. O Brasil é uma país vergonhoso, que vive de aparências e que incentiva a mediocridade.

    ResponderExcluir
  2. Com todos os nossos problemas, ainda tenho esperanças.

    Bjs.

    ResponderExcluir
  3. O Brasil é para todos, menos para o brasileiro, você falou certíssimo.Esse caso do BBB é uma tristeza. Ouvi de amigos e até alguns da família dizerem que ela não se valorizou porque bebeu demais. Oh!!! Bebida é algo restrito só a homens? E homem que bebe demais, não se valoriza também? Ao invés de querer parar com os estupros, as mulheres estão querendo se submeter as "condições" que a sociedade impõe para que os estupros não ocorram. Triste, triste!

    O negócio da Cracolândia me deixou aterrorizada também, e olhe que só vi fotos! O projeto do Mineirão aqui em BH custou tanto dinheiro, e a poucas ruas da construção, pessoas estavam perdendo suas casas nas enchentes que começaram em dezembro do ano passado. Cadê o Brasil de todos?

    Tá foda viu? Tá foda!

    ResponderExcluir
  4. De fato, é inadmissivel que em pleno século XXI as pessoas pensem que o estupro somente pode ser considerado como tal segundo a conduta moral da mulher. Estupro é estupro, crime não importa que tipo de mulher era.
    Assim lógico, preto no branco

    ResponderExcluir
  5. Acho que conseguiram abafar mesmo o caso. E o BBB vai que vai.

    Olha, tem um selinho pra vc no meu blog. Qdo puder passa lá e pega.


    Bjos Luzia

    ResponderExcluir
  6. Sim, tem muito lugar lá fora que é diferente. Não é perfeito (isso não existe), mas é muito diferente. Não vivi muit olá fora, mas morei na Russia (que infinitamente mais educada que os EUA, por exmeplo), Italia e EUA. Cara, é muito diferente desse pardieiro aqui.

    Nosso país tem muita coisa bacana, certamnete (todo lugar tem), mas tem muito mais coisas lixo. Somos lixo do lixo. Você vê por exemplo, no supermercado, pessoas violando mercadorias despudoradamente e acham isso normalzinho, ou jogando lixo pela janela do carro (acho isos insuportável), e tantas outras coisas, e isso reflete nos nossos governantes e formadores d eopinião, que são nada mais que parcela advinda desse povo podre que somos nós.

    O estupro, o abuso e a sevícia feminina está, notadamente, sendo glamourizada. Tenho medo do resultado isso daqui uns 2 anos. Isso vai dar m*rda grande. é só esperar.

    ResponderExcluir
  7. Olha, tenho pouca experiencia de vida, vou fazer 18 anos e nunca morei fora da minha cidade com 20.000 habitantes, portanto não julgo minha opinião muito construtiva. No entanto, do pouco que posso analisar do dia-à-dia do brasileiro, concluí que se somos o "país mais feliz do mundo" é porque nos limitamos a rir de nossa desgraça. Motivo pra satisfação e felicidade não tem muito não. Governo não é tudo, verdade, mas um Estado forte e organizado ajuda (e muito) no desenvolvimento de um país. Tirando esse não tão pequeno detalhe, muitas vezes deixamos de fazer a nossa parte, empurramos com a barriga nossas obrigações e aquela solidariedade brasileira não dá as caras à muito tempo. Alegria é muito bom, mas não dá pra ser levado à sério lá fora se fizermos palhaçada de tudo. É preciso valorizar brasileiro, e só é possível investido no básico do básico: Saúde e Educação. Porque se estamos submetidos à esse sistema capitalista, competitivo e injusto SIM, mas que por outro lado não restringe a possibilidade de desenvolvimento à uma pequena elite (como é o caso do Socialismo distorcido de Cuba) , desde que a população de um país seja do início bem instruída, incentivada, educada. Ou na Islândia, que foi nomeada o país mais desenvolvido do mundo não há diferentes classes sociais? Claro que há, só que as oportunidades são dirigidas à todos os cidadãos e não só aqueles que tem cacife para bancá-las. Adorei seu texto, e concordo com muitas opiniões suas. Beijão!

    ResponderExcluir
  8. Bom dia Daiane,

    É fácil arrumar justificativas para os crimes, o homem tem o dever de se conter tanto como a mulher diante de alguma insinuação irregular. Crime é crime. Algumas emissoras de TV ou rádio adoram incitar as pessoas a fazerem o que é errado, depravam a imagem do povo brasileiro em algo nada bom. É deplorável o modo como o governo trata os moradores de rua, são capazes de cada coisa para seu bem maior, quando deveriam ter mais cuidados e soluções amigáveis, afetuosas, de resolverem os problemas.

    Abraço, tenhas um ótimo dia de paz.

    ResponderExcluir
  9. Dayane!!!!! Entendi sim o seu ultimo post, e tb costumo ser desse jeito, quando trato de temas que me desagradam, porém, muitas vezes (ao sermos tao emocionais) acabamos confundindo a plateia. Eu vivo na Alemanha, e nao raro, fico cansada desse país e das pessoas. É um lugar limpo, com acesso à educacao, excelentes meios de transporte, alta qualidade de vida... mas... tb gente mal educada, pessoas frias e insensíveis, nazistas nas ruas, é um lugar gelado, sem sol, competitivo, chato de viver... No Brasil sou mais feliz, porém, mesmo com todo esse "calor humano" ou o "jeitinho brasileiro" para se safar e brincar com tudo e todos, sei que tb acaba me enchendo o saco.

    Estando longe de casa, esperei que o Facebook fosse uma forma de me deixar mais próxima das informacoes e daquilo que ocorre no Brasil, lamentavel que nas ultimas semanas nada mais soube ademais de uma BBB estuprada e a tal Luiza que voltou do Canadá, nao houve outro assunto, ademais de coisas tao ou mais imbecis que isso... Por essas e por outras, às vezes penso em jamais sair daqui, às vezes penso em voltar, nao sei... Há coisas ruins em qualquer país... O que nos cansa nao é o lugar, mas sim: as pessoas, que estao cada vez mais estupidas!!! Lamentável, lamentável, lamentável...

    ResponderExcluir
  10. É Dayane este é nosso Brasil, Brasileiro... onde um estupro ocorre em pleno horario nobre, é gravado e nada acontece, eu acho mesmooo que ele deveria ter ido pra cadeia, mas devemos ser sincera, por que ela não fez nada? Por medo? Por uma educação fraca? Alguma coisa aconteceu, pois assim como todo o BBB (eu tbm não assisto está coisa) fingiu que não aconteceu nada, ela tbm fez o mesmo, eu sinceramente, colocaria a boca no mundo, iria dar queixa de qualquer maneira, processaria a GLOBO e faria um escambal!! Mas ninguém sabe o por que que a moça em questão preferiu ficar calada. Eu fui molestada pelo meu padrasto, mas eu era criança e não sabia que isso era crime, eu sabia que era errado e que tinha allgo de feio naquilo, tinha medo já que sofria ameaças de morte por parte dele, mas quando tive um minimo de informação que aquilo era crime e que eu poderia pedir socorro e eu pedi e vi minha propria mãe me virar as costas, ali eu aprendi que tinha que me virar sozinha e foi o que eu fiz, não foi facil crescer ao lado de alguém que vc odiava e teve que se defender de todas as formas, mas isso de alguma forma me libertou!! E hoje eu não tenho vergonha de falar e repetir, pois a culpada de tudo não foi minha e essa moça deveria ter feito o mesmo!! Até quando vamos nessa, mulher não pode ser tocada quando não quer ou quando não pode decidir por ela, concordo com vc viu!! Parabéns pelo maravilhoso texto!! Bjs

    ResponderExcluir

Sinta-se á vontade