Páginas

quinta-feira, 17 de março de 2011

PROFESSOR ESTAGNADO É UÓ!!!


Recebi uma apresentação de Power Point de uma amiga, falando sobre a realidade do professor no Brasil.
A pessoa que o escreveu dizia como era difícil ser professor em uma terra sem disciplina, onde as crianças só queriam saber de empinar pipa,jogar bola e ficar em frente ao vídeo-game. Que não prestavam atenção ao professor, não faziam suas lições de casa e faltavam muito. Falava sobre como o governo desvalorizava o trabalho do profissional,  como nenhum professor ganhava o bônus salarial por não conseguir um melhor desempenho em sala de aula, sobre como era absurdo essa prova de qualificação que fazem agora, onde o professor de anos é avaliado como se fosse um ignorante e como era fácil jogar em suas costas toda a culpa, por não ter uma aula “atrativa” aos alunos. Depois, usa como exemplo uma reportagem da revista VEJA (logo de quem!) para justificar como a culpa era do ALUNO, e não do professor, já que as crianças ASIÁTICAS (tudo a ver com o Brasil!) tinham um desempenho muito melhor que as brasileiras, pois elas estudavam em casa 4 horas seguidas, 5 horas na escola, prestavam atenção ao professor e eram caladinhas. Lindo! E deu como exemplo uma garotinha brasileira que morava no Japão e ao voltar ao Brasil, ficou “aterrorizada” com a bagunça nas salas brasileiras.
Eu sou professora formada, ainda não dei aulas em escolas, mas tenho uma vasta experiência com educação informal e mais 400 horas de estágio supervisionado em licenciatura. E após ler essa apresentação, só pude pensar uma coisa:
QUANTO MIMIMI!
Sim, é insano colocar um único professor em uma sala com mais de 40 alunos. INSANO! E sim, é INSANO o desrespeito pelo professor no nosso país, tanto governamental quanto social. As condições de trabalho são desfavoráveis, estressantes. Não há material para dar uma boa aula no Estado ou Município e até em escolas particulares. O salário é pouquíssimo, tudo, tudo é muito difícil!Você não recebe muitas vezes apoio nem da direção da escola. Lastimável! Não estou negando que ser professor é matar um leão por dia!
Mas agora eu pergunto: O fato de eu ser professor, sofredor, injustiçado, me dá o DIREITO de julgar meus alunos? Me dá o direito de me sentir detentor do poder e da sabedoria?O DIREITO de acreditar que respeito, são 45 alunos caladinhos e sedados em minha frente, apenas ouvindo, levantando a mãosinha de vez em nunca, comportadinhos e dóceis, para depois ainda estudarem 4 horas em casa?Que gracinha!
O problema é que nós ainda temos um método de ensino vindo da DITADURA MILITAR, onde eu mando, você obedece!E o que os professores não notam é que os tempos mudaram! Hoje em dia o aluno tem voz ativa, tem opinião e se você espera que ele aceite de cabecinha baixa tudo o que você falar, não vai rolar mesmo.
E  mais: É extremamente ABSURDO comparar as crianças brasileiras, onde estudar infelizmente, ainda é luxo, com famílias de 7 irmãos, uma mãe e um pai ausente, onde a e sensualidade é explorada ao máximo, onde esse calor infernal nos faz ficar inquietos o tempo inteiro,  e onde o que temos como heróis são traficantes, jogadores de futebol e  Panicats, comparar tudo isso às crianças do JAPÃO!Meu Deus, do JAPÃO!O que o Japão tem a ver com a nossa cultura? Será que a pessoa que escreveu essa apresentação já foi ao Japão? Já viu como lá, ser morador de rua é opção de vida? Como cada criança é tratada como se fosse uma preciosidade, e não como se fosse mais um animalzinho da ninhada? Como a educação EM CASA é diferente? Como até mesmo a religiosidade é vista de outra forma?
É fácil jogar a culpa no professor? Sim, com certeza!Mas fácil também, é o professor que não SE PREPARA, se estagna, termina a faculdade em 1970 e nunca correr atrás de uma especialização, o professor que acha que ensinar é FALAR e não ouvir, o professor que não “quer descer ao nível dos alunos” para dar uma aula de acordo com a realidade DELES, sem taxá-los de MARGINAIS, VANDALOS e IGNORANTES. Jogar a culpa nestes mesmos alunos pela sua aula ser INEFICIENTE, RETRÓGADA, ANACRÔNICA e CHATA!
Os alunos só sabem jogar  vídeo-game? Vá pesquisar sobre RPG. Você, professor de história, verá que muitos dos personagens deste jogo foram tirados de Mitologia das mais diversas culturas. Você, professor de filosofia ou psicologia, verá como os jogos são embasados em teses psicológicas e filosóficas. Professor de música, está cansado de ouvir os alunos escutando funk em sala de aula? Pesquise sobre esse gênero, suas raízes, seu surgimento. Converse com os alunos sobre isso e pouco a pouco, vá introduzindo por meio deste mais gêneros musicais que o influenciaram. Professor de PORTUGUÊS, faça uma análise com as letras das músicas que seus alunos gostam, mesmo que elas pareçam pobres.Fale sim sobre CREPÚSCULO, compare-o aos ideais românticos do século XIX.Com o tempo,vá abrindo os horizontes deles. E você, PROFESSOR DE ARTES, chega do ABAPURU e da TARSILA!Chega do DESENHO LIVRE!Chega da CÓPIA que vocês chamam de RELEITURA! Vá,pesquise, se informe, aprenda!Seja humilde! Aprenda sobre Arte Contemporânea, sobre Video Arte. Use aqueles celulares chatos dos alunos para fazerem curtas –metragens !Aprenda sobre TEATRO DO OPRIMIDO, que é isso que seus alunos são!
E mais, tenho uma coisa a dizer: se de 45 alunos, 40 faltam, são mal educados, não prestam atenção, a culpa é SUA SIM!
Se 30 alunos dizem que a sua aula é um LIXO, melhor acreditar!
Se na sua prova,mais 30 vão mal, que tal mudar o seu método de avaliação?
Hein, professor? QUE TAL MUDAR????
Eu sou uma pessoa POBRE que sempre estudou em escola PÚBLICA. Ou seja, não estou falando com uma visão de fora, pois eu vim de dentro de toda esse lamaçal que é a educação no Brasil. E digo: Se houver VONTADE e ESFORÇO, é possível mudar!Já tive professores maravilhosos que se adaptaram a realidade, que falavam a nossa língua e entendiam nossos anseios e também já tive professores DITADORES que só o que conseguiram foram as nossas piadinhas e o nosso desrespeito. Não estou falando que TODO ALUNO É BONZINHO e que professor é FOLGADO, só estou salientando que QUALQUER RELAÇÃO TEM OS DOIS LADOS DA MOEDA!
Esse texto foi escrito como aluna e como professora!A mudança tem que primeiro, partir de nós! Esse MIMIMI de professorzinho mal amado já deu o que tinha que dar!

6 comentários:

  1. Olá bela, belíssima moça!
    Q post maravilhoso, envolvente, profundo e profundamente bem escrito!
    Sinto alegria, me faz sorrir, saber q existem educadores e jovens como vc, com essa percepção dos fatos.
    Saiba, "moça de todo canto" q esse será o segundo texto de sua autoria q levarei p o grupo de teatro q participo em meu trabalho com jovens carentes.
    Acredite, nada foi ou é em vão, e tudo faz parte de um futuro brilhante q vc constrói dia a dia...
    Carinho,
    Admiração,
    Um beijo menina Dayane!

    ResponderExcluir
  2. Os adultos vivem dizendo que a adolescência é um dos periodos mais marcantes da vida. Mais o que o adolescente pensa disso?

    Acessa o meu blog?

    http://blogdeumagarotaadolescente.blogspot.com/

    Se gostar do meu blog, segue lá. Ficarei muito feliz mesmo.
    Desde já muito obrigada, tenha uma ótima semana.
    Atenciosamente Tainã Almeida;

    ResponderExcluir
  3. Concordo com você. A realidade brasileira é outra e deveríamos nos adaptar a ela, fazer mudanças e buscar exemplos compatíveis com o que se passa na nossa sociedade. Elogiar países ricos em que os alunos são educados em casa para ser educados na escola, onde há controle de natalidade e incentivos do governo é fácil. Olhar para as necessidades reis e de um estudante brasileiro é mais difícil do que parece, além de ser um país marcado pela desigualdade e preconceito o governo ainda faz pouco caso disso.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  4. É, esse é um assunto que dá para um montão de tempo de divagações e conjecturas.
    É mais ou menos a história do "quem veio primeiro, o ovo ou a galinha?".
    Certamente o 'professorzinho' de hoje foi o 'alunozinho' de ontem. No choise.

    Mas, de fato, concordo; é uma via de duas mãos.

    E sim, realmente fiquei dois dias e meio isolado no litoral do Paraná semana passada. Aff.
    Sempre bom te ler.
    Fica bem.

    ResponderExcluir
  5. Um mestre é capaz de passar o conhecimento e receber um conhecimento novo em troca...

    E bom post menina.

    Fique com Deus, menina Dayane.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  6. acho que dá pra falar muito dos problemas da escola.
    dá pra falar muita coisa sobre os alunos. que eles vêm de famílias desestruturadas, que não aprenderam nada sobre respeito, que são violentos, que não dão valor aos estudos, e por isso não se interessam ou não de dão bem na escola. dá pra falar dos professores, que muitas vezes são tinham vontade de serem professores, que não conseguem dar o seu melhor por mil motivos. dá pra falar da direção que é presa ao que a diretoria de ensino vai achar, a verba que quer receber do governo, da falta de apoio, ao excesso de repressão... enfim, acho que todos os seres envolvidos tem "culpa" e ao mesmo tempo são inocentes. e não dá pra generalizar, mas também não dá pra justificar. sim, tem muito professor ruim, sim, tem muito aluno desinteressado, mas tem muito professor e aluno disposto. acho que enquanto ficarmo focando no que é negativo, no que vem de outros países, a gente nunca vai sair dessa lama. é preciso mudar tendo em mente o que de bom pode ser feito. e sem dúvida, mudar a sociedade, porque se não não muda nada!

    ResponderExcluir

Olá queridos!
Seu comentário é bem vindo!Pode criticar, elogiar, desabafar, indicar referências, sinta-se a vontade!
Comentários na intenção de ofender serão ignorados!