Páginas

sábado, 15 de agosto de 2009



Antes me faltasse o coração ou me cortassem a cabeça. Não sei usar os dois ao mesmo tempo. Quando um começa a pulsar,faz doer os pensamentos do outro e quando esse raciocina,comprime o andamento daquele.
Queria pensar com o coração,ou sentir com a cabeça. Queria ouvir mais o lado de dentro sem me preocupar com o lado de fora ou quem sabe,melhor seria se em um ímpeto psicopata,seguisse apenas o que dizem os fatos.
Mas se o coração sente e a cabeça alerta,o estomago embrulha,o peito se fecha,a boca amarga...É a Dayane de dentro brigando ferozmente com a Dayane de fora,brigas estas, que um dia já foram verdadeiras guerras.
Talvez se eu dormisse e esquecesse que sou humana,seguisse apenas os lugares que apontam os meus sonhos mais lúcidos,pois até mesmo em meu universo onírico,meu subconsciente insiste em comandar minhas angústias.
Nem me meus sonhos tenho paz....Talvez por isso antes,sonhava tanto que outra alma me tomava o corpo e que esta tinha outra vida. Livrava-me então de mim mesma e tinha por fim,um momento de sossego interno.

11 comentários:

  1. Uma hora tudo se acertará, por mais que agora pareça impossivel ou que há anos convive assim. As coisas mudam... pode ter certeza!
    Gostei do blog, de passagem, espero poder voltar ;D

    ResponderExcluir
  2. De uns anos pra cá, só sei usar a cabeça, o coração ta parado... rs

    Beijocas

    ResponderExcluir
  3. Não segue nenhum dos dois... ajaa!
    Sei lá, é difíciol entender isso, mas as vezes a gente sabe exatamente o que quer... mas acaba tendo uma briga dentro de nós... se é o que vc quer, não escuta essa briga... siga em frente!
    =]

    ResponderExcluir
  4. Bom, do ponto de vista literário, eu tiraria os dois "Dayanes", afinal, esse é o tipo de angústia em que caberiam, e muito bem, uns tantos Andrés, Pedros e Salomões (isso ficou horroroso!), umas outras Marias, Madalenas, Saras, Rutes e Josefinas....

    Vis seus comentários tanto nos Ecritores de Segunda, quanto no La Mancha de Denize, bom!

    ResponderExcluir
  5. Estas brigas internas desencandeiam grandes arrependimentos, ou mágoas. Há de haver um dia o equilibrio dos dois.

    Bjos e td de bom!

    ResponderExcluir
  6. Na vida "real", entendo essa angústia, Dayane. Felizmente, nos sonhos, raramente passo por isso.
    Bjoooooooo!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  7. Ai, ai, se há estes conflitos é devido há as possibilidades, se há possibilidades, há escolha de destinos, então escolha o melhor destino...

    É, sumo por um tempo e quando volto, você ainda é obrigada a ler um conselho sem noção...

    Hua, kkk, ha, ha, brincadeira com um fundo de verdade.

    Fique com Deus, menina Dayane.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  8. Um dia Li:
    " hoje so consegui conversar comigo mesma , e nao houve acordo."

    ResponderExcluir
  9. Olá!!!
    Estou na correria, mas parei um pouco para visitar seu blog.

    Te desejo um ótimo final de semana!!
    Abração

    ResponderExcluir
  10. Aimmm eu poderia ter escrito esse texto!
    'Antes me faltasse o coração ou me cortassem a cabeça. Não sei usar os dois ao mesmo tempo'

    Minha cara isso!

    Um beijo minha amiga!

    ResponderExcluir
  11. Oi...

    Gostei do texto e daqui....

    De fato, a gente vive em pé de guerra.. mas soemnte em nós está a tanto a paz quanto a guerra...

    Bjos

    ResponderExcluir

Sinta-se á vontade