Páginas

sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

Desabafo,soltando o veneno,fossa,chamem como quiserem.

Quer saber de uma coisa?Acho que vou começar a evitar pessoas que tenham seu nome. Esse seu nome parece até uma perseguição,uma marcação de cada passo meu,uma parada obrigatória e na sua,eu quase acreditei que havia achado o meu lugar.
Quase acreditei?!Digo isso porque sua falta já não tem o poder de me causar uma crise de abstinência. É,eu realmente cheguei a acreditar que tinha enfim,encontrado algo valioso no meio do caminho. E até que achei,afinal,você não é de se jogar fora. Mas você pesa. Não por ser valioso,mas por ser falso,misturado com tantas outras porcarias que não notam-se ao início. Mas como acabei de dizer,você não é de se jogar fora. Talvez pessoas que exijam pouco,que se conformem com cópias quase idênticas as originais,que não se importem em ter apenas a metade,de viver de fantasia,de ter o resto do seu tempo,até consigam ficar com você. Afinal de contas,você aparenta ser uma pessoa madura,sincera. Mas é uma pena,é uma grande pena que você não seja realmente assim. E é uma pena maior ainda que isso não seja algo visto assim,desde o começo. Sabe aquelas pedras preciosas que você sempre estimou mas naquela hora,quando você mais precisa saber o valor dela,você descobre que ela nunca valeu nada?Não,você não é isso. Estou sendo muito dura Digamos que por agora você seja exatamente assim. Mas quem sabe daqui a uns anos,quando você tiver tomado bastante na cara e se tornar alguém tão maduro quanto pensa que é,você se torne alguém melhor.
Me desculpe por esse desabafo. A culpa não é sua. Fui eu quem criou expectativas,fui eu quem me deixei enganar. Você apenas cumpriu o seu papel,a tola de tudo fui eu. E eu nem sei porque não estou falando tudo isso na sua cara. Ah,sei sim:Por que eu realmente NÃO CONHEÇO a sua cara,porque você só se esconde,nunca se mostra de verdade. Então,decepção por decepção,prefiro essa. E se acaso você ler isso aqui,não tenha a pretensão de que esse texto foi escrito pra você,ou pra você,ou pra você...Ele foi escrito em plural,pois desse seu tipo eu encontrei,encontro e vou encontrar muitos na minha vida. Fazer o que,eu atraio muitos assim. Sorte a minha que te encontrei,pois agora sei como lidar com todos os vocês que entrarem no meu caminho.
P.S:Mas que vou evitar pessoas com seu nome,isso vou!Credo,Deus me livre!
P.S.2:E apesar de você ter me ensinado a como lidar com esse tipo que encontro aos montes no meu caminho,não,obrigada,não quero mais saber de você e seus derivados. Te encontrar me fez ver que eu sou capaz de conseguir algo muito melhor.

6 comentários:

  1. Uia, que pisou no teu calo menina?

    Mas mesmo que encontre n-falsos, pensei que um dia você vai encontrar um verdadeiro, está bem menina?

    Fica com Deus, Dayane.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  2. Ai DAY, eu também já troquei com essa espécie, e me decepcionei também...Mas saiba que passa e a gente sai mais forte e mais esperta...

    Bjsu fica Deus!

    ResponderExcluir
  3. Desabafar é bom. E depois seguir em frente...
    Bjs.

    ResponderExcluir
  4. * Gritar
    * Fazer gargarejo com Anapyon
    * Seguir em frente
    * Dar voadora de coturno na boca

    [ops... favor desconsiderar a última sugestão... momento Skinhead... rsrsrs]

    ResponderExcluir
  5. Voadora com os DOIS! pés! no Peito! ... Dedada no Olho! .... que TExto!! Otimo *--* ....

    Depois que Levamos uns tapas na cara! acordamos para vida... mas não podemos acordar muito.. se não paramos de sonhar...

    Fica com Deus!
    Abração!

    ResponderExcluir
  6. Hello, Day! Faz tempo que não passo por aqui, né? Ainda bem que o blog continua te ajudando a transformar em coisa bonita vários momentos da sua e da nossa vida!

    Gosto muito de ler o que você escreve.

    Fica com Deus! ;-)

    ResponderExcluir

Sinta-se á vontade