Páginas

segunda-feira, 17 de novembro de 2008

A aparência já não me seduz .O discurso não me convence .As idéias já não me parecem coerentes e as atitudes não me fazem vibrar e acreditar em ideologias.
Não quero mais lutar por uma paz que não existe,por uma revolução que não irá acontecer .Por outras eu luto,por essa não.
Não ponho mais minhas mãos ao fogo .A contraponto,lavo-as.
Não quero abrir os olhos daqueles que tem medo de ver a luz,o máximo que posso é sussurra-lhes nos ouvidos.
Não posso continuar repetindo se sei que repito mentiras .Calo-me e no meu silêncio sei que há mais chances de se chegar a verdade.
Não engulo qualquer argumento,não defendo qualquer pensamento,não me apoio em qualquer pessoa.
Meu grito é muito mais alto que os gritos histéricos dessa multidão .Não consigo mais sentir a dor pela qual gemia .Não consigo mais me embasar na teoria em que acreditava .
Não posso mais defender aquilo que não sinto.

13 comentários:

  1. Muitas vezes na minha vida me sinto assim e acho que esse seu post tem muito a ver com meu último post! Como um cansaço que fica nos bastidores... rs

    Beijocas

    ResponderExcluir
  2. O que importa é que você ainda acredita em si e a sua opinião é mais forte que a de terceiros.
    É o que ocorre quando muda-se de idéias, mas não de idais.

    Grande Beijo.

    ResponderExcluir
  3. Amiga... que medo desta imagem!
    Ui...
    Quanto ao texto... que maravilha! Você me faz pensar, e muito, sabia?
    Tava com saudade de te ler...
    Mas tô de volta, viu?!
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Chega uma hora que viramos céticos de toda e qualquer ação. Seja pro bem ou pro mal.

    A neutralização domina, por não sabermos em que nos segurar.

    Ps. Imagem Foda hein!!!


    Bjos e td de bom

    ResponderExcluir
  5. Sempre há situações que prefirimos não nos envolvermos (para não sofrermos mais), mas outra, a nossoa vontade de lutar permanece inabalada.

    Acho que o problema é quando ficamos apaticos demais.

    Fica com Deus, menina.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  6. Acho um tanto triste quando deixamos de acreditar em algo. Mas é só pelo fato de ser término, sabe?
    Porém a sensação de liberdade seguida desse término é algo incomparável.
    Ainda mais quando acompanhada de uma convicção tão forte.

    Beijo!

    ResponderExcluir
  7. Similar a qualquer amadurecimento artistico e o mundo nos torna maduros muito antes do q nos sentimos preparados, acho q esse comentario tem mais a ver com a tua postagem anterior, mas acontece q li as duas, bom pensamentos ainda são meus, confusos (como sempre) mas enfim.
    ontem começei a arrumar meus desenhos, colocando os de (tamanho) meio oficio e menores q isso em emvelopes, não os classifiquei, mas msm assim passei quase duas horas fazendo isso, 20 envelopes cheios de desenhos sortidos, alguns cheios de histórias, outros nem me identifico mais com eles, mas não importa, todos são como se fosse parte do meu passado, tlvz um dia eles voltem, com a mesma energia q havia quando os fiz, tlvz até msm melhor, no momento trancafiaĺos em envelopes eh a melhor solução q tenho, misturados com textos fotos folders de exposições em porto alegre (nenhuma vernisage daqui se compara com as q ia lá).
    Mas eu ainda volto pra Porto Alegre, esse ano msm, minhas saudades iram se acabar em poucos dias, dai vou querer voltar pra cá de novo e minha vida segue.

    ResponderExcluir
  8. Belo texto ...

    estava aki eu ... buscando inspiração .. para atualiza meu enpoeirado blog... mas quando li o seu texto... perdi a vontade ... vc jah esqueveu tudo qi que eu queria escrever... mas não sabia ^^


    Grande Abraço moça ^^...

    ResponderExcluir
  9. As pessoas pararam de buscar. Elas estão agindo como robos manipulados.
    Eu adorei o que você escreveu, é tudo que eu acho também, sintetisado.
    Beijos moça e apareça.

    ResponderExcluir
  10. Não sei nem se defendo aquilo que eu sinto...

    ;)

    ResponderExcluir
  11. Chega uma hora que certas coisas não mais nos atingem, ficam superiores aquilo, e "agir" com hipocrisia ou defendendo um ideial que não é seu, é pior do que não fazer nada!!

    Bjo

    ResponderExcluir
  12. Por em dúvida algo no qual sempre acreditávamos é um exercício para nosso crescimento.
    Gostei.

    Beijo

    ResponderExcluir

Olá queridos!
Seu comentário é bem vindo!Pode criticar, elogiar, desabafar, indicar referências, sinta-se a vontade!
Comentários na intenção de ofender serão ignorados!