Páginas

quinta-feira, 1 de maio de 2008



Nunca mais abri minhas asas.Elas estão bem escondidas debaixo de um casaco velho,preto de preferência.Estão exaustas de tantos ensaios de vôos que nunca se concretizaram.Esforçaram-se para chegar a lugar algum,desgastaram-se e perderam o viço com o passar dos anos.Aquelas penas reluzentes que pareciam cobertas de luz já não existem,em seus lugares vislumbra-se agora chumaços de algo que parece algodão ou macela e vê-se nitidamente os pedaços em carne viva que ficaram com as penas que caíram.
Feridas enormes e pequenas espalham-se sobre elas.Algumas foram feitas pela vida,outras não sei de onde vieram,mas a maioria fui eu mesma que fiz.
De criança afoita tentando voar,achando que tudo era possível,pulei direto à fase de velha amargurada e ranzinza,que de tudo pensou ver,que de tudo julgou sentir sem nem ao menos ter se dado a oportunidade de viver a vida e hoje,ao invés de minhas asas serem motivos de prazer e alegria,são para mim incômodos pesos mortos que me atrapalham e dificultam minha medíocre caminhada ao topo de lugar algum,pois ao topo só chega quem sabe voar.

3 comentários:

  1. Claro que tudo se transforma de maneira ao qual lidamos com elas, lidamos de maneiras diferentes com as pessoas que nos cercam e por isso somos pra cada um uma coisa só, mas sempre diferente do outro !

    bj

    ResponderExcluir
  2. Esse seu texto me lembrou uma crônica do velho Braga, uma em que o menino corta as asas do passarinho prele não fugir. Mas o gato vem e o come.
    E essa passagem prá idade velha é um problema: afinal os velhos sofrem muito com seus corpos- o reumatismo pode quebrar o passo.
    Também chega ao topo aquele que escala com cautela. Por isso é sempre bom ter as pernas.
    Ainda que caminhem a lugar algum.

    ResponderExcluir
  3. Ainda bem que nos regeneramos, e os corpos calejados ficam cada vez mais fortes, mesmo com as cicatrizes. Uma pena que não se reconstitui de forma rápida, mas para tudo há paciência. Só cuidado para nao ficar rigido de mais.

    bjus
    ouvindo: Sigur rós - Sé Lest
    ^^ só para constar

    ResponderExcluir

Olá queridos!
Seu comentário é bem vindo!Pode criticar, elogiar, desabafar, indicar referências, sinta-se a vontade!
Comentários na intenção de ofender serão ignorados!